Como montar um prato ideal?

Chegou a hora do almoço e você não sabe o que colocar no prato? Fique tranquilo! É comum ficar em dúvida entre quais grupos alimentares devem ser usados para compor um prato benéfico para a saúde. Por isso, convidamos a nutricionista Nathalia Schnaak, pós graduada em Nutrição Esportiva e Nutrição Clínica, para orientar e facilitar esse processo no dia a dia.

Os grupos alimentares

Segundo Nathalia, o mais importante, antes de tudo, é entender que um prato ideal para uma alimentação balanceada é composto por uma combinação de todos os grupos alimentares. São eles:

Vegetais

Frutos, folhas, flores, tubérculos, raízes, bulbos e caules.

Proteínas

Carne vermelha, peixe, frango ou ovos.

Carboidratos

Alimentos como arroz, inhame, batata e aipim.

Gorduras boas

Alimentos como abacate, azeitona, azeite de oliva e linhaça.

Leguminosas

Alimentos como feijão, lentilha, grão de bico e ervilha.

Como compor o prato ideal?

Agora que você sabe quais os alimentos que compõem os grupos alimentares, é a hora de aprender a melhor forma de distribuí-los no seu prato! Para uma refeição ideal, 50% do prato deve ser composto de verduras e vegetais crus ou cozidos e azeite extra virgem. A outra metade deve ser dividida em: 25% carboidrato de carboidratos, preferencialmente os integrais (arroz, massas e tubérculos, por exemplo) e os outros 25% de proteínas (divididas entre proteínas animais e vegetais). Além disso, uma fruta de sobremesa. Assim, você terá todos os macro e micronutrientes

E não esqueça: quanto mais colorido for seu prato, maior será a variedade de nutrientes ali presentes!

Total
2
Shares
Total
2
Shares