Chocolate: aliado ou vilão na alimentação?

A relação entre chocolate e alimentação saudável é frequentemente debatida, mas a nutricionista Juliana Carvalho nos lembra de que tudo depende do contexto e da moderação.

De acordo com Juliana, nenhum alimento isolado é o responsável por desequilibrar nossa alimentação. O verdadeiro vilão está no excesso e na falta de controle. Um pequeno quadrado de chocolate após o almoço dificilmente causará danos à sua saúde, mas devorar metade de uma barra pode ter consequências negativas.

O segredo está em encontrar o equilíbrio. Uma dieta variada, rica em frutas, legumes e verduras, permite que você desfrute de pequenos prazeres, como o chocolate, sem comprometer sua saúde. O problema surge quando o consumo se torna descontrolado e exagerado.

É importante também considerar o tipo de chocolate que você consome. O chocolate amargo, com teor de cacau superior a 70%, oferece uma série de benefícios devido à presença mais concentrada de cacau. Desde melhorias na cognição até propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, o chocolate amargo pode ser uma adição saudável à sua dieta.

Por outro lado, o chocolate ao leite, com menor teor de cacau e maior quantidade de açúcar, pode ser menos benéfico para a saúde. Além disso, o consumo frequente de chocolate ao leite pode contribuir para o desenvolvimento de um paladar viciado em alimentos doces.

Portanto, ao escolher seu chocolate, opte por versões com maior teor de cacau, como o chocolate amargo, para aproveitar ao máximo os benefícios para a saúde. E lembre-se sempre do mantra da moderação: tudo é permitido com equilíbrio. Assim, você pode desfrutar do sabor delicioso do chocolate sem comprometer sua alimentação saudável.

 

Baixe aqui o BTFIT (Android)

Baixe aqui o BTFIT (IOS)