O que é Mat Pilates? Tudo o que você precisa saber!

O Pilates é um método criado pelo Joseph Pilates no início do século XX. Em 1926, quando Joseph abriu seu primeiro estúdio em Nova Iorque foi um sucesso imediato. Desde então, o método tem se espalhado pelo mundo e o número de praticantes só tem aumentado. O sucesso se deve aos inúmeros benefícios que a prática promove e pela sua versatilidade. Ela pode ser feita tanto por quem quer uma vida mais saudável como pra quem precisa tratar alguma lesão.

Com o tempo, surgiram algumas variações do Pilates como o Mat Pilates e o Pilates Aéreo. Hoje vamos conhecer o Mat Pilates, ver os benefícios que essa modalidade promove e como começar a praticá-lo. Ficou interessado? Então, continue lendo!

O que é Mat Pilates?

O Mat Pilates é uma versão do Pilates, em que os exercícios são praticados no solo, sem usar nenhum aparelho. Ele é feito no tapetinho, que se chama mat e, por isso, leva o nome de Mat Pilates. Além do Mat, podem ser usados alguns acessórios, como a bola, Magic Circle, rolo, pesos e elásticos.

O uso dos acessórios oferece uma variação dos exercícios, podendo dificultar ou facilitar. Eles ajudam a intensificar alguns dos benefícios que o Mat Pilates traz. Por exemplo: o rolo facilita a percepção do alinhamento da coluna. Apesar disso, eles são apenas um complemento à prática, ou seja, você não precisa deles pra aproveitar os benefícios do Pilates.

Conheça os benefícios dessa modalidade

Os benefícios de praticar essa modalidade são variados e muitos deles em comum com o método Pilates. Ele melhora a flexibilidade e fortalece a musculatura de todo o corpo, melhora o alinhamento e postura, ajuda a ter mais consciência corporal, promove o alívio de dores, melhora a respiração e a qualidade do sono e ajuda a combater o estresse e ansiedade.

Qual a diferença entre o Pilates e Mat Pilates?

A principal diferença entre as duas modalidades é a questão dos aparelhos. Enquanto no Pilates é usado os aparelhos (Cadillac, Ladder Barrel, Reformer e Chair), no Mat Pilates usa-se apenas o peso do próprio corpo e a resistência da gravidade.

Por causa disso o praticante precisa fazer força pra superar o peso do corpo e a gravidade sem nenhum tipo de ajuda externa, apenas sua própria força. Alguns consideram a modalidade uma evolução do Pilates, pelo seu nível de dificuldade, pois exige um nível de concentração e controle total do corpo.

Os princípios pra prática das duas modalidades são iguais. O aluno precisa se concentrar na postura, manter o alinhamento, respirar, contrair o abdômen e fazer os exercícios com precisão. Pode parecer ser complicado, mas isso se aprende na prática e com o tempo. Aos poucos, manter a postura e contração do abdômen passa a ser automático e você começa a fazer isso no seu dia a dia.

Os princípios estão todos conectados. Ao contrair o abdômen, a postura automaticamente melhora. Ao prestar atenção na respiração, você se concentra no exercício. À medida que você aprende na aula, isso se transfere para o seu dia a dia.

Como posso praticar?

Para começar a praticar basta querer. Por ser considerado uma evolução do Pilates, muitos acham que não podem começar praticando o Mat Pilates logo de cara. Mas assim como todas as atividades físicas, é possível começar com os exercícios mais fáceis e evoluir com o tempo de prática e dedicação. Outro ponto positivo é que não precisa de muita coisa: apenas um tapetinho!

O Mat Pilates pode ser praticado em casa ou em academias e estúdios. Quem vai praticar em casa, vai precisar de um mat e pode usar um aplicativo como instrutor. O uso de acessórios não é obrigatório, o que facilita muito pra quem quer começar.

Atualmente, existem vários aplicativos que oferecem aulas de Mat Pilates. Nos aplicativos você encontra aulas de diferentes durações e níveis de dificuldade, com explicações claras dos exercícios e como executá-los. Um dos aplicativos mais utilizados é o BTFit.

Confira alguns exercícios

Vamos conhecer alguns exercícios que fazem parte dessa prática, entender pra que servem e como fazê-los. A maior parte dos exercícios tem nomes em inglês, por ser a língua materna de Joseph Pilates.

Roll down

Esse exercício é uma ótima maneira de começar e preparar o corpo. Ele trabalha a flexibilidade da cadeia posterior e a mobilidade da coluna vertebral. Comece na posição em pé e, começando pela cabeça, vá enrolando a coluna até tocar os pés ou o máximo que conseguir chegar sem dobrar os joelhos. Em seguida, comece a subir desenrolando a coluna.

Ponte ou bridge

É um exercício que fortalece a musculatura posterior da coxa e pode ter milhares de variações pra dificultar. O mais simples é começar deitado, com a barriga pra cima e pernas dobradas. Então, contraindo o abdômen e glúteos levante o quadril o máximo que conseguir e, logo em seguida, desça até a posição inicial. Uma variação é fazer esse movimento apoiado em uma perna só.

Swan

É um exercício que também trabalha a mobilidade da coluna e fortalece os paravertebrais — musculatura responsável por manter a coluna ereta. Deitado de barriga pra baixo, coloque as mãos embaixo dos ombros e comece a levantar o corpo pela cabeça, fazendo uma extensão da coluna. Em seguida, desça até a posição inicial.

Teaser

Esse é um exercício mais avançado, que trabalha a força de abdômen. A posição inicial é deitada, com a barriga pra cima e os braços esticados por cima da cabeça. Comece o movimento levantando os braços e o tronco até a posição sentada ao mesmo tempo que levanta as pernas. A posição final é em formato de V, com a coluna bem alinhada e abdômen contraído.

O Mat Pilates é uma modalidade que traz vários benefícios para o corpo e para a mente. Pode ser praticado por pessoas de todas as idades e níveis de condicionamento, oferecendo poucas restrições. É uma modalidade que trabalha a força do CORE e consciência corporal do praticante.

Agora que você já conhece todos os benefícios do Mat Pilates, baixe o BTFit gratuitamente na Apple Store ou Google Play e comece a praticar agora mesmo!

Total
0
Shares
Total
12
Shares

Deixe um comentário